A hipertensão e o stress

O stress é uma das principais causas da hipertensão, por isso é necessário lidar com o stress.

O stress é a resposta do corpo a estímulos intensos, como temperaturas frias, ruídos, conflitos. Isso leva à estimulação do sistema nervoso central (parte do sistema nervoso autónomo) e liberta as hormonas de stress, adrenalina, noradrenalina e cortisol, no córtex e na medula. Há stress positivo (eustress) que estimula as atividades quotidianas e negativo (distress). 

Numa situação de stress, as respostas do corpo ao stress são sobrecarregadas e no caso de uma reação crónica pode afetar negativamente a evolução de hipertensão e arteriosclerose. O ruido, a pressão da responsabilidade, a agitação, a falta de reconhecimento, o medo de perder os meios de subsistência, os problemas familiares ou as preocupações relacionadas com o trabalho: todos estes fatores podem desencadear stress.

A resposta ao stress prepara o nosso corpo para situações difíceis. A tensão arterial sobe, a respiração acelera, o coração bate mais depressa e os músculos ficam mais tensos. Uma vez passado o „perigo" o corpo pode relaxar e procurar novas forças.

No entanto, o stress constante pode tornar-nos doentes. Portanto, é necessário aprender a lidar com o stress. Em casos de pressão alta é particularmente importante o descanso e o relaxamento. Pessoas com hipertensão devem procurar dormir o suficiente, disfrutar de umas férias e evitar tumultos e conflitos na vida quotidiana.